Demagogia “à moda do Marco”

Home/Autarquicas 2017, Política/Demagogia “à moda do Marco”

Demagogia “à moda do Marco”

Nos últimos dias, na sequência das recentes entrevistas ao Jornal de Notícias, dos candidatos José Mota e Cristina Vieira, tenho lido alguns comentários nas redes sociais em que se diz que PSD e PS apresentam idêntica solução para a resolução do problema da àgua e do saneamento no Marco de Canaveses. Desculpem mas isto é pura demagogia política.

Eu discordo. E discordo porque existe um pequeno “pormaior” que neste caso faz toda a diferença atendendo a que o candidato do PSD, José Mota, é vice-presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, há 12 anos, com a responsabilidade do pelouro do Ambiente.

Por sua vez Cristina Vieira é candidata e apenas mostra prudência quando fala sobre a questão da água e saneamento porque não conhecerá todos os detalhes deste dossier que se arrasta há 12 anos e que o executivo do PSD, liderado por Manuel Moreira, mostrou-se completamente incapaz de resolver.

É também de salientar que o candidato do CDS Paulo Teixeira – que nada tem a ver com a gestão de Ferreira Torres – tem demonstrado a mesma cautela no tratamento deste delicado tema.

Parece-me que a gestão do dossier da água e do saneamento aconselha a cautela com que Cristina Vieira e Paulo Teixeira tem gerido este tema na campanha eleitoral.

Mas ainda a propósito de demagogia política acresce dizer que José Mota não pode responsabilizar o CDS e Ferreira Torres neste caso e agora apoiar para a Junta de Freguesia de Soalhães o antigo vice-presidente de Ferreira Torres, na época, Norberto Soares, pessoa até por quem tenho estima e amizade. Peço desculpa mas entendo que em política não pode valer tudo na “caça ao voto”.

Em jeito de conclusão parece-me que quem não encontrou uma solução para este caso em 12 anos, não encontrará mais uma solução que defenda os superiores interesses dos marcoenses.

Paulo Vieira da Silva

Deixar uma resposta